Associação dos Municípios Alagoanos - AMA • RRCAC Contabilidade Pública

Associação dos Municípios Alagoanos - AMA

A Associação dos Municípios Alagoanos – AMA foi instalada em 16 de fevereiro de 1981 para os prefeitos como uma entidade independente, capaz de agregar ideias e promover estratégias para desenvolvimento municipal. A reunião foi histórica e dela participaram o então presidente da Associação Brasileira dos Municípios – ABM, Alfredo Hoffmeister, vários deputados e 50 prefeitos. Além da criação do primeiro estatuto, os municípios foram divididos em microregiões e, eleito o primeiro Conselho Diretor, que teve como presidente Fernando Afonso de Mello e o Conselho Deliberativo, cuja presidência ficou com João Teixeira Cavalcante. A AMA teve uma nova eleição que indicou para a presidência do Conselho Diretor o então prefeito de Batalha, Aloísio Ferreira Melo e para o Conselho Deliberativo, Celso Rodrigues Rego, de Piranhas.

A primeira reformulação do estatuto foi feita em 1985, onde foi criada a primeira diretoria e definiu reuniões. Em 1987, Celso Rodrigues Rego foi eleito, pela assembleia geral, o primeiro presidente da entidade. Desde então, a AMA teve outros 12 presidentes, que foram João Caldas da Silva (1989/1993), Luís Estáquio Toledo Filho (1993/1995), Ronaldo Lessa Santos (1995/1997), José Rafael Torres (interino 1995/1997), Fernando Sérgio Lira Neto (1997/1999), Antônio Avânio Feitosa (1999/2000), Benedito de Lyra (diretor executivo de 22.05.2000 a 16.10.2000), Severiano José F. de Souza (16.10.00 a 16.01.2001), Jorge Silva Dantas (2001/2003), Rosiana Lima Beltrão Siqueira (2003/2006), Jarbas Maya de Omena Filho (2007/2009), Luciano Barbosa (2009/2010), Abrahão Moura (2011), Palmery Neto (2012), Marcelo Beltrão (2013) e Jorge Dantas (2014).

Na gestão – biênio 2009/2010 – foi feita uma adequação nos campos administrativo, técnico e institucional para dar uma nova dinâmica à forma de atuação da entidade, fruto de muitos estudos e avaliações e aprovado pelo conjunto dos prefeitos, diretoria e conselho deliberativo. Ações que consolidam o novo papel da AMA. Mais moderna, dinâmica e voltada para o fortalecimento dos municípios alagoanos.

No biênio 2011/2012 a presidência ficou dividida. O prefeito de Paripueira Abrahão Moura assumiu o primeiro ano e o Prefeito de Cajueiro, Palmery Neto, que era vice na gestão de Abrahão Moura assumiu como presidente em 2012. A transição aconteceu por exigência estatutária da AMA para o prefeito que concorre a reeleição municipal. Abrahão Moura antecipou o prazo da desincompatibilização e cumpriu o acordo feito durante a posse, em 2011.

À frente da AMA o prefeito Abrahão Moura e diretoria, ressaltou seu compromisso com o municipalismo e a defesa dos interesses das cidades no que diz respeito ao repasse das verbas constitucionais, projetos de desenvolvimento, estímulo a formação de novos consórcios, mais recursos para educação, saúde e segurança e o compromisso dos governos- federal e estadual- em valorizar o município através de parcerias justas que resultem na transformação social e econômica da população.

Em 2012, Palmery Neto enfrentou um ano de crise com a queda do FPM, FUNDEB e a seca que assolou os municípios. Um ano curto, mas com um balanço positivo. Foi levado a presidente Dilma as queixas municipalistas e a conquista junto ao governador Teotonio Vilela, para adiantamento do ICMS.

Seguindo o exemplo da diretoria anterior, o biênio 2013/ 2014 também teve a presidência dividida. Ao assumir o primeiro ano, o prefeito de Jequiá da Praia, Marcelo Beltrão, trouxe para a AMA uma equipe técnica para auxiliar os municípios. Valorizou ainda mais a educação com o lançamento do concurso Caldeirão de Letras. E destacou a AMA em diversos eventos nacionais.

Em 2014, o prefeito de Pão de Açúcar, Jorge Dantas, que era vice na gestão do Marcelo Beltrão, assumiu a presidência da AMA ao lado da prefeita de Campo Alegre, Pauline Pereira, como vice-presidente. Na gestão de Dantas, a capacitação técnica para os gestores foi uma das prioridades. Colocou a AMA como uma grande articuladora nacional sobre as questões municipalistas e conquistou o reajuste de 1% no valor do FPM.

Com sua representatividade, a AMA foi conquistando espaço ao longo desses mais de 30 anos e ganhando novos projetos. Sua missão é apoiar e assessorar aos prefeitos alagoanos para uma gestão eficiente e de qualidade. Para isso, tem desenvolvido programas dinâmicos garantindo capacitação e atualização nos processos de informação que levem as prefeituras a ter um controle gerencial de atuação identificando diversos órgãos estaduais e federais, geradores de recursos para o fomento ao desenvolvimento e programas sociais, tudo em prol do municipalismo alagoano.

O atual presidente voltou a ser o prefeito Marcelo Beltrão, para a gestão do biênio 2015/2016 com a vice-presidente Camila Farias, prefeita de Porto de Pedras
.
FONTE: AMA acesso em 13 de março de 2017

• Nossos Serviços •

Postagens Relacionadas
Comente esta postagem!
As opiniões expressas na área de comentários são exclusivamente de seus autores, e não necessariamente refletem a opinião do website “RRCAC” sobre o assunto.
Instagram @rrcac1
Instagram